Algumas das minhas palavras eu jogo ao vento na impossibilidade de fazer algo útil com esses pensamentos.
Tirá-las de mim já é o suficiente para me deixar esperançosa quanto a um futuro qualquer.
Não sei, às vezes parece que pela primeira vez em muito tempo levantei a cabeça.
E eu não estou me importando com o que todos vão pensar das minhas atitudes.
Decidi me amar e me fazer feliz, antes de qualquer pessoa. E eu acho que eu mereço todas essas palavras que eu jogo ao vento.
Mereço até as que não jogo, as que eu guardo pra mim.
Mereço muito mais …

(Fonte: edv-diary, via preferindoosilencio)

414 notas